DANIELA REINEHR – (VICE-GOVERNADOR)

Advogada e produtora rural
PSL
Santa Catarina (SC)
Superior
(48) 3665-2263
gabinete@gvg.sc.gov.br

(8) Aprovaram

(9) Desaprovaram

Sobre mim

Daniela Cristina Reinehr
Nascimento: 4 de abril de 1977
45 anos
Naturalidade: Maravilha,
Santa Catarina (SC)
Partido: PSL

Nasceu no dia 4 de abril de 1977, em Maravilha/SC. É casada e mãe de dois filhos.

Mudou-se para Chapecó/SC – também município da região Oeste, onde graduou-se em Direito, no ano de 2.000, pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ), e fixou residência.

Era acadêmica quando foi aprovada em concurso da Polícia Militar do Estado de Santa Catarina, em 1996. Na corporação iniciou como Soldado e exerceu funções por 3 anos.

Possui 19 anos de atuação nas áreas de Direito Empresarial, Administrativo, Civil e Comércio Exterior, e é produtora rural. 

Em sua página pessoal informa que é “cristã, de direita conservadora e patriota” (…)  “Representa o movimento Nas Ruas de Santa Catarina e é co-fundadora do movimento Chapecó e o Brasil Contra a Corrupção. Está a frente da organização das manifestações em Chapecó desde 2013, e desde aquele momento nunca parou, através de mobilizações contra a corrupção, pela defesa da Lava Jato, pelo voto impresso, pela Escola Sem Partido”. (FACEBOOK)   

Nunca ocupou cargo eletivo até 2019. Ingressou no Partido Social Liberal (PSL) em 2018, concorreu ao cargo de Vice-Governadora de Santa Catarina, na chapa encabeçada por Carlos Moisés, do mesmo partido, e foram eleitos em segundo turno com 2.644.179 votos.

Daniela foi a primeira mulher a eleger-se Vice-Governadora no Estado e a primeira ocupar interinamente o cargo de Governadora, de 6 a 17 de janeiro de 2020, durante as férias do titular.

Atualmente sem Partido, Daniela participa da organização do partido Aliança pelo Brasil, iniciado por Jair Bolsonaro, após ele sair do PSL, em 19 de novembro de 2019.

Em 23 de outubro de 2020, iniciou sessão do Tribunal Especial, formado por 5 Desembargadores e 5 Deputados, reunido no Plenário da Assembleia Legislativa do Estado, para julgar pedido de impeachment (equiparação salarial entre procuradores do Estado e da Assembleia Legislativa), contra o Governador e a Vice-Governadora de Santa Catarina. No início do dia 24, o Tribunal decidiu pelo acolhimento da denúncia contra o Governador (6 votos a favor do recebimento e 4 contra) e pelo arquivamento da denúncia contra a Vice-Governadora (houve empate e o Presidente, Ricardo Roesler, exerceu seu voto de minerva).

Com esta decisão, Carlos Moisés foi afastado por até 180 dias – período em que ele tratou de sua defesa e o Tribunal Especial encaminhou processo para o julgamento do denunciado.

No dia 26 seguinte, na Casa da Agronômica, a Vice, Daniela Reinehr, assinou o Termo de Posse como Governadora interina do Estado e exerceu a função durante o afastamento do Governador – foi a segunda vez que assumiu provisoriamente o Executivo.

Em 27/11/2020, o Tribunal Especial de Julgamento absolveu o Governador Carlos Moisés da denúncia de crime de responsabilidade na concessão de equiparação salarial aos procuradores do Estado em relação aos procuradores da Assembleia Legislativa catarinense, foram 6 votos contrários ao afastamento do Governador, 3 integrantes favoráveis e 1 abstenção. Dessa forma, o processo foi arquivado, Daniela deixou a interinidade no comando do Executivo e Carlos Moisés reassumiu as funções de Governador.

Daniela reassumiu como Governadora interina no dia 30/03/2021, por até 120 dias, em função do afastamento do Governador Carlos Moisés, ocorrido em 26/03/2021, por decisão do Tribunal Especial de Julgamento no caso de denúncia de crime de responsabilidade na compra dos 200 respiradores, pagos antecipadamente e não entregues; ao prestar informações falsas à CPI dos respiradores; no processo de contratação do hospital de campanha de Itajaí; e ao não adotar procedimentos administrativos contra os ex-secretários de Estado Helton Zeferino e Douglas Borba.

Permaneceu na função até 7 de maio do mesmo ano, quando o Tribunal Especial de Julgamento, por 6 votos a 4, absolveu Carlos Moisés e ele retornou ao cargo de Governador do Estado.

Ver mais

Eleições disputadas

ANO CARGO PARTIDO VOTOS SITUAÇÃO
2018 VICE-GOVERNADORA, SANTA CATARINA PSL 1.071.406 SEGUNDO TURNO
2018 VICE-GOVERNADORA, SANTA CATARINA PSL 2.644.179 ELEITA

Agendas

Notícias Relacionadas

Vídeo

Acesso Portal

error: Alerta: Conteúdo Protegido!